terça-feira, 25 de agosto de 2015

Equilibrando os orgãos do equilíbrio




Oi Gente !

Continuando o assunto equilíbrio, o corpo possui muitas formas de perceber seu equilíbrio e movimento (figura). Muitos desses mecanismos sensoriais respondem, na forma de reflexos, a alterações de comprimento, pressão e tensão nas articulações nos tendões, na pele e nos músculos. Os olhos e os órgãos vestibulares no ouvido também contribuem para o equilíbrio.

O reflexo de preensão plantar faz com que o pé agarre um objeto que estimula a planta do pé. Esse reflexo é integrado, ou não tão óbvio no adulto como na criança. O reflexo de afastamento dos dedos também é importante para a dança. Colocar peso sobre as bolas e os dedos dos pés (região metatarsal) faz com que os dedos se espalhem. Essa ação aumenta de maneira surpreendente o tônus dos músculos do tronco. Esse reflexo garante que a coluna se erga do solo assim que os pés experimentam o impacto com ele. Caso a coluna entrasse em colapso quando os pés tocassem o solos, você não conseguiria aterrissar de um salto. Muitos bailarinos infelizmente calçam sapatilhas de balé muito apertados, de modo que seus dedos mal  conseguem  se mover. impedindo esse reflexo. Sob circunstâncias normais, o reflexo ajuda o seu senso de elevação sem esforço. e bailarino ajustar a função dos órgãos de equilíbrio, ele também  ajustará seus reflexos, melhorando o equilíbrio e experimentando uma sensação de leveza e elevação do corpo sem esforço.

Os órgãos vestibulares são compostos por duas partes distintas: o labirinto, assim denominado em função de três anéis localizados em todos os três planos, e o sáculo e o utrículo, que controlam a sua relação com a gravidade. Dentro do sáculo e do utrículo, existem pequenas células ciliadas, ou cílios, que flutuam em uma substância gelatinosa chamada membrana otolítica. Agrupados ao topo dessa substância estão os otólitos, pequenas estruturas semelhantes a pequenas pedras. Quando você movimenta sua cabeça  estabelece uma nova relação com a gravidade, os relativamente pesados otólitos tendem a deslocar a membrana otolítica com os cílios. O deslocamento dos cílios informa ao sistema nervoso central como a cabeça está posicionada no espaço.

A nova postura não será percebida como correta até que os órgãos sensoriais tenham sido reajustados, inclusive os olhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário