segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Equilíbrio no Ballet

Oi Gente !

Hoje vamos falar sobre o equilíbrio, é uma das habilidades mais importantes na dança e, ainda assim, escapa à atenção de muitos bailarinos. O corpo equilibra-se habilmente em variadas posições a cada passo dado. Quando se está em uma postura centrada, com os ossos bem alinhados e os músculos bem coordenados, é preciso, na verdade, uma menor atividade muscular total do que quando se está desalinhado. Portanto, se você é um bailarino e seu atual objetivo é o de melhorar seu equilíbrio simplesmente recrutando mais músculos, está fazendo o o oposto do que ocorre durante o equilíbrio alinhado. O equilíbrio alinhado exige menos esforço.

Para melhorar o equilíbrio, é necessária primeiramente uma percepção do que você está fazendo ao tentar se equilibrar.Você atingi essa percepção observando-se e ajustando progressivamente sua forma habitual de realizar um movimento, o que o leva a alcançar sua meta de equilíbrio sem esforço em todas as situações.

Veja um exemplo de como padrões de movimento são importantes para o equilíbrio. Se estiver  tentando realizar  um relevé em attitude e,estiver caindo ou falhando em manter a posição, você pode estar movendo seu corpo em partes, e não como uma unidade completamente alinhada. Para realizar um relevé e mover-se para a posição demi-pointe ou pointe, é preciso inicialmente realizar um plié na perna de apoio. Se o ombro direito se mover mais do que o esquerdo e a coluna entortar, o corpo acabará ficando tendo em algumas partes para  compensar a falta de equilíbrio nas pernas. À medida que você realiza o relevé, essa tensão torna difícil a sensação de que o corpo inteiro está se movendo de maneira uniforme para cima; um lado das costas e um braço movem-se mais rapidamente que o outro lado, e novamente você terá de compensar para ficar equilibrado. A compensação é complexa e é uma experiência muito mais difícil do que experimentar o corpo inteiro como um todo. Além disso, quando você perde o equilíbrio, já pondera o que deu errado dessa vez, o que o fará ficar mais preocupado e tenso na próximo vez que precisar se equilibrar.

Não se pode melhorar o equilíbrio somente por meio de condicionamento; mas, com percepção consciente de sua força, você pode realizar um movimento equilibrado com mínimo esforço. O modo de não conseguir o equilíbrio quando necessário é, ironicamente, uma das razões pelas quais bailarinos têm dificuldade com o equilíbrio. Na próxima postagem teremos dicas de exercícios, estes exercícios serão realizados movimentos de dança  ao equilibrar-se em pequenas bolas. Desafiar o equilíbrio de forma extrema melhora o seu equilíbrio geral, ficando mais fácil atingi-lo. Esses exercícios o farão ganhar confiança a medida que você aprender quão fácil pode ser equilibrar-se. A chave para o sucesso será transferir sua experiência dos exercícios para situações reais de dança, chegando o mais próximo possível da realidade de estar em um palco, com luzes no seu rosto e um grande espaço negro à sua frente, onde o público espera por um grande espetáculo.


Instagram: moda_ballet
Facebook: facebook.com.br/modaballet.com.br
Loja física: Rua Barão Duprat, 250 – Galeria 13 – Santo Amaro – São Paulo
Fone: (11) 3530-3024

Nenhum comentário:

Postar um comentário