quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Conexão Flexibilidade-tensão



Oi Gente!

Hoje gostaria escrever sobre a tensão dos músculos que podem afetar a técnica. Por exemplo, muitos bailarinos tencionam a língua e a mandíbula, prejudicando o alinhamento da coluna cervical e aumentando a tensão nos ombros e nos músculos abdominais para compensar o desequilíbrio. Um dançarino perde o equilíbrio em giros e outros movimentos e tenta compensar isso aumentando ou segurando sua respiração. Essa atitude causa mais tensão, e logo todo o conforto e a fluidez deixam o movimento, e o dançarino se sente frustado. A tensão  também reduz  o fluxo de sangue para o músculo, causando falta de oxigênio e acúmulo de toxinas, o que resulta em fadiga e dor muscular.

A menos que decte um padrão  de movimento prejudicial , você não consegue  mudá-lo; o que você não consegue sentir, não poderá ser  transformado em um novo sentimento. Portanto, adquira o hábito de observar as mínimas alterações no seu nível de tensão à medida que se movimenta.

Conexão mandíbula-pescoço
- Foque no pescoço ao deslocar a cabeça para a frente e para trás.
- Cerre a mandíbula, mantenha-a apertada, e mova a cabeça para frente e para trás novamente. Observe como a mandíbula afeta o nível de tensão do pescoço.
- Vire a cabeça para a cabeça a  esquerda e para direita. Depois, aperte a mandíbula e observe como isso afeta a rotação da cabeça.

Conexão pescoço-mandíbula-salto
- Realize alguns saltos com ambos os pés. Observe quão elásticas parecem as suas pernas.
- Aperte a mandíbula e salte  novamente. Suas pernas parecem rígidas?
- Entrelace as mãos e coloque-as no pescoço. Imagine o pescoço mole como gelatina.
- Direcione a respiração para o pescoço e solte os ombros.
- Remova as mãos e balance os braços.
- Salte e observe como os saltos parecem quando o pescoço está relaxado.

Fica a dica !

Instagram: moda_ballet
Facebook: facebook.com.br/modaballet.com.br
Loja física: Rua Barão Duprat, 250 – Galeria 13 – Santo Amaro – São Paulo
Fone: (11) 3530-3024

Nenhum comentário:

Postar um comentário