quarta-feira, 6 de julho de 2016

Ensaio sensível mostra a rotina de mães bailarinas.



Oi Gente!
O ballet demanda uma vida fisicamente exigente e muitas bailarinas tem carreiras curtas, interrompidas ao se tornarem mães. No entanto, há muitas destas profissionais desafiando o padrão. A fotógrafa Lucy Gray acompanhou a vida de três bailarinas do San Francisco Ballet.




Mas não foi apenas uma semana: Gray as fotografou ao longo de 14 anos. O resultado pode ser conferido no livro Balancing Acts (Balanceamento de Atos, em português). As três mulheres – Kristin Long, Tina LeBlanc e Katita Waldo – estavam no topo de suas carreiras quando decidiram ter filhos e continuaram a dançar depois que serem mães.

Foto: Lucy Gray


“Como feminista orgulhosa, eu uma vez tive crenças negativas e infundadas sobre bailarinas”, escreve Gray. Antes de iniciar este projeto, sua visão sobre as dançarinas era o estereótipo da mulher magérrima que trabalhava incansavelmente para agradar os diretores do sexo masculino. Ao longo do tempo, ela descobriu que não era assim. Confira as belíssimas fotos do projeto.



Foto: Lucy Gray   
   
Foto: Lucy Gray

Foto: Lucy Gray





Fonte: http://iphotochannel.com.br/fotografia-de-palco-2/ensaio-sensivel-mostra-a-rotina-de-maes-bailarinas

Instagram: moda_ballet
Whatsapp ou Telegram: (11) 9.4555.8441
Tel.: (11) 3530.3024
Loja física: Rua Paulo Eiró, 156 – Centro de Ofertas – Santo Amaro – São Paulo 

Nenhum comentário:

Postar um comentário