quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Pilates para bailarinos.

Imagem relacionada
Oi Gente !
Pilates é particularmente benéfico para os bailarinos pois, trabalha o fortalecimento da musculatura estabilizadora do centro através da respiração tridimensional e a consciência de cada seguimento da coluna durante os movimentos. Desta maneira, o alinhamento corporal será mantido facilitando a mobilidade das articulações.
A consciência sobre a importância do trabalho da musculatura estabilizadoras diminui a tensão na região  lombar e lesões nesta área serão evitadas.
A natureza fluida da prática do Pilates promove a economia de energia, garantindo que a musculatura correta trabalhe de forma eficiente. A incorporação deste tipo de treinamento aliado a prática diária da Dança apresenta uma ótima combinação para o treinamento dos bailarinos, como uma série de exercícios inteligentes trabalhando corpo e mente. O trabalho pode ser feito  através da resistência suave das molas nos  equipamentos ou o trabalho contra a gravidade no solo.
O método Pilates trabalha o fortalecimento de todos os grupos musculares de forma global, em conjunto com a respiração, enfatiza a estabilização da região lombo pélvica.
A falta de controle do padrão respiratório durante o movimento causa instabilidade tencionando a região lombar como conseqüência acarretando dores lombares. Desta forma, é  importante que os bailarinos trabalhem o controle do centro através da respiração durante a performance, assim o impacto sofrido na região lombar é minimizado.
Bailarinos profissionais e amadores podem se beneficiar da prática do Pilates. A prática regular garante força muscular, flexibilidade, bom alinhamento, controle, precisão dos movimentos e fluência entre eles. A  diferença no rendimento e no desenvolvimento da performance  é percebida quando o bailarino adere à prática. Portanto,  a pratica do método é uma  ferramenta importante para manter o corpo flexível e tonificado.
                                      34 exercícios do repertório clássico

                         

Fonte:  http://inmaymind.blogspot.com.br/
            http://revistapilates.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário