quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Solista

Resultado de imagem para ballerina first gif

Muitas vezes, um grande solista de competição ganha todos os prêmios por um trabalho notável que eles dominaram completamente - mas depois ao tentar aprender qualquer outra coisa, não conseguem. Como você pode evitar que isso aconteça? Ao se aproximar da sua competição prepare-se estrategicamente para que possa melhorar o seu treinamento.

Dançar um personagem fora de sua zona de conforto.
Ao selecionar variações para seus alunos, Slawomir e Irena Wozniak na Master Ballet Academy no Arizona muitas vezes procura papéis que contrastem os temperamentos naturais dos dançarinos. "Para ser contratado, você deve mostrar a sua importância", diz Slawomir. "O príncipe feliz, cheio de amor, tem uma abordagem diferente para os mesmos passos como um Basílio arrogante de Dom Quixote,  aprender as distinções pode melhorar a sua arte.

Escolha as coreografias mais difíceis.
Kelly Burke, diretora artística da Academia de Dança de Westchester no estado de Nova York, vê os dançarinos melhorarem quando lhes dão algo para que possam se inspirar. "Sabendo que teremos uma sessão privada semanal para ensaiar o solo, dou coreografias para as dançarinas que são tecnicamente mais difíceis do que elas podem fazer", diz ela. "Claro, eu nunca deixaria que elas executassem isto até que ele seja feito corretamente." Se seu solo está bem feito, pergunte ao coreógrafo se você pode fazer uma volta extra ou uma outra mudança um pouco mais arriscada.

Analise cada passo.
Se você tem um professor que você tenha mais afinidade peça a ele para ajustar o seu desempenho."Veja todos os detalhes técnicos", diz Suzi Taylor, membro do corpo docente da New York City Dance Alliance. "Vá além de verificar o seu alinhamento,  analise se você está usando o apoio para seus braços para um alinhamento global. A sua perna de apoio está totalmente finalizada? "Esses detalhes ajudam a você melhorar a sua performance".

Estude suas transições.
Burke acha que quando ela passa uma sessão de coaching inteiro sobre a especificidade nos momentos entre as etapas, seus dançarinos acabam fazendo vários trabalhos técnicos como apoio para o  resto da dança. Observe sua apresentação, como sair do solo ou identificar onde está seu peso quando você for sair de uma vez do solo.

Construa sua força com musicalidade.
Combinar a música pode ampliar seus limites. Tome uma abordagem para extrair  um développé quando a música se intensifica, por exemplo, e com o tempo você está certo de se sentir mais forte em sua perna de apoio e na extensão. "A maneira como você se aproxima de seu port de bras no solo pode trazer alguma clareza para o seu outro movimento", diz Taylor. "Isso pode melhorar o seu procedimento, assim,  a sua imagem estará completa."

Preencha seus próprios espaços.
Use seu solo de competição para ir mais fundo. Se você está tendo dificuldade com seu solo, preste atenção na sala de aula. Ou treine seu cérebro, execute uma variação começando pela perna oposta. Faça uma analise para estabelecer uma conexão emocional com o trabalho. "Talvez você precise ler sobre a história francesa ou dançarinos que vieram antes de você", diz Wozniak. Poderia fazer a diferença na frente dos juízes e em sua compreensão geral do movimento.

Fonte: http://dancemagazine.com
Instagram: moda_ballet
Whatsapp ou Telegram: (11) 9.4555.8441
Tel.: (11) 3530.3024
Loja física: Rua Paulo Eiró, 156 – Centro de Ofertas – Santo Amaro – São Paulo



Nenhum comentário:

Postar um comentário