quinta-feira, 7 de julho de 2016

Se sentindo dolorida (o)?


                                     

Oi Gente!

Cada bailarino sabe a dor que tem - como por exemplosentir o músculo dolorido. Ambos as contrações musculares excêntricas - onde as fibras musculares que se alongam e como elas se contraem, como nos saltos -  músculos se concentram - como fazendo muitos relevés. A sensação de dor que se ajusta após 12 a 24 horas é um efeito colateral do processo de reparo, de como o seu corpo cura as fibra musculares microscópicas. Mas quais são as melhores maneiras de lidar com isso para que você possa voltar a dançar sem dor?

Alimentos

Certos alimentos tem comprovado a diminuição e duração da intensidade da dor muscular: Nutricionista Heidi Skolnik recomenda a adição de canela, gengibre e suco de cereja  ou cerejas para a sua dieta diária, mesmo antes de você ficar dolorida.
Não se esqueça de ficar adequadamente nutrido e hidratado durante os ensaios mais intensos. "Funciona como uma esponja seca em comparação com uma esponja úmida?", Pergunta Green. "Isso se aplica aos seus músculos." Mantenha lanches na sua bolsa para comer sempre que você tiver uma pausa.
Durante  30 minutos, após a dança, faça  uma combinação de carboidratos e proteínas. "Isso ajuda a reparar o tecido muscular", explica Skolnik. Ela recomenda comer um petisco como iogurte, leite com chocolate, um sanduíche de manteiga de amendoim ou queijo cottage com abacaxi, antes de ir para casa. "Não se preocupe com as calorias para o jantar", diz ela. "Se o seu lanche é nutritivo, está tudo bem, pois isso faz ter menos fome, e por consequência comerá menos no jantar ."

Ensaie estrategicamente

Quando você está em um ensaio de ritmo intenso. "Você conhece melhor o seu corpo", diz Green. "Você está cansado ou estressado, ou você tem capacidade de ter força para continuar?  Descobrir como usar sua energia para que você não fique muito esgotado, especialmente no final do dia. "Trabalho inteligente é tão importante quanto trabalhar duro. "Se você está fazendo um movimento que utiliza novos músculos, o corpo precisa de tempo para se aclimatar a ele."

Esfriar

Embora seja tão importante quanto o aquecimento, o desaquecimento é muitas vezes esquecido. "Se você não alongar, para fazer a temperatura do corpo abaixar ou fazer algum tipo de relaxamento no final de um ensaio ou show,  quando for dormir a noite sentira seu corpo tenso", adverte Green. " E quando você acordar na manhã seguinte, a tensão muscular e a dor será 10 vezes mais forte."

Diminuir o inchaço
Quando chegar em casa, eleve as pernas. "Quando você trabalha intensamento os músculos , o corpo responde a essa intensidade com microtraumas no tecido, trazendo o sangue para essa área afetada, assim gerando a inflamação", diz Green. "E o corpo reage, fazendo que inicie um processo de recuperação (cura), podendo assim também surgir o inchaço."Especialistas discutem se o gelo pode interromper o processo de inflamação. Até agora, as pesquisas permanecem inconclusivas, sendo assim, tem que se experimentar alternativas até descobrir o que é melhor para seu corpo. Se o gelo não reduz a dor, tente alternando-o com o calor, ou talvez tentando somente o calor. "Como pessoa e como PT, não consigo deixar de pensar no gelo", diz Green. "Eu nunca vi isso não funcionar." Ela adverte contra o uso excessivo ibuprofeno (Advil) e naproxeno (Aleve), como eles podem mascarar lesões e prolongar o tratamento necessário.

Ir para a cama

Seus músculos têm a sua melhor chance de recuperação quando você está dormindo. Sem descanso suficiente, eles podem não recuperar totalmente, o que significa que você vai continuar a forçar os músculos que já estão enfraquecidos pelos microtraumas. Quando tiver oportunidade de dormir cedo, procure evitar cafeína e álcool, assim você pode e terá um sono de boa qualidade.

Descubra o que funciona para você

"Cada indivíduo conhece bem o seu corpo", diz Green. "Um remédio pode ser uma boa solução para uma determinada pessoa, mas inútil para outra." Descubra o que funciona melhor para você e não tenha medo de tentar novas alternativas com o seu corpo ou mudanças no cronograma dança.


Fonte: http://dancemagazine.com/inside-dm/too-sore-to-move/


Instagram: moda_ballet
Whatsapp ou Telegram: (11) 9.4555.8441
Tel.: (11) 3530.3024
Loja física: Rua Paulo Eiró, 156 – Centro de Ofertas – Santo Amaro – São Paulo 




Nenhum comentário:

Postar um comentário