quinta-feira, 18 de agosto de 2016

A Importância do Ballet na Ginástica Rítmica

 

Oi Gente!

Para muitas ginastas, o ballet é a parte mais chata desinteressante do treino. Aquelas músicas lentas, sempre iguais e exercícios repetitivos se tornam tediosos com o tempo e você se pergunta o porquê de tudo isso. Mas afinal, pra que serve o ballet na Ginástica Rítmica?


Os exercícios do ballet são necessários para que a ginasta possa sentir o seu corpo, desenvolver a postura e posições corretas do tronco, braços e pernas/pés, os quais são a base para todos os elementos da ginástica rítmica. A ginasta deve sentir sua tensão corporal das pontas dos pés até o topo da cabeça passando por todos os músculos: pés, joelhos, quadris, pelve, barriga, ombros, pescoço, braços e cabeça. Durante a série, a técnica do ballet também auxiliará na transição de um elemento para o outro com graciosidade.

Benefícios do ballet:

Técnica: As técnicas aprendidas no ballet são a base da maioria dos elementos da Ginástica Rítmica. Dominando bem a técnica de base, a execução dos elementos de maior valor são aprendidos com mais facilidade pelas ginastas. Também auxilia a execução correta dos elementos, proporcionando à ginasta uma nota mais elevada na execução.


Músculos trabalhados: Além de toda a musculatura responsável pela postura, a técnica estimula tanto os membros inferiores quanto superiores, por conta de exercícios de salto e sustentação em determinadas posições. Também trabalha de forma homogênea ambos os lados do corpo (direito e esquerdo), estimulando o lado menos utilizado durante a prática da GR. 

Agilidade e coordenação motora: A complexidade dos movimentos aumenta em cada estágio, exigindo cada vez mais agilidade e coordenação motora. Também é preciso dominar bem a técnica pois, por mais difícil que seja de executar os exercícios, a bailarina precisa realizar cada movimento de forma leve e sutil, sem mostrar o esforço que está fazendo.

Expressão e ritmo: desenvolve tanto a expressão corporal quanto a facial, e a musicalidade da bailarina, importantes para a ginasta garantir uma boa nota no artístico.

Respiração da atleta: A respiração do ballet possibilita o aproveitamento máximo possível da capacidade do diafragma, levando ar rico em oxigênio até o abdômen. Essa respiração também é um ótimo trabalho de todo o sistema cardiovascular e respiratório.




Nenhum comentário:

Postar um comentário