sexta-feira, 11 de março de 2016

Respiração: Ação e reação no ballet


               

Oi Gente!

Já parou pra pensar na sua respiração? Respirar no ballet pode mais difícil do que parece. Além de manter seus níveis de energia durante as aulas, ensaios e apresentações, respirar corretamente pode ajudar a melhorar seu desempenho.

No ballet tudo é ação e reação, por exemplo: Quando você alonga o pescoço, o ideal é que puxe seu ombro para baixo, num movimento contrário. Assim, sentirá o músculo alongando muito mais e terá um resultado melhor. Nós devemos sempre nos concentrar para realizar uma força contrária à que estamos fazendo. É difícil, mas faz toda a diferença.

Voltando à respiração, eu já tinha ouvido falar através da medicina chinesa "Que o certo na hora de respirar é a barriga se mover, para dentro e para fora (ou subindo e descendo) e não o peito, ou o tronco inteiro. A partir daí, com esta consciência é possível (e necessário) controlar a abertura das costelas na hora do encaixe do quadril. A lei da ação e reação acontece neste momento também. Não basta se encaixar, você deve estar consciente de tudo que acontece no seu corpo.

Quando você começa a prestar atenção nos movimentos das costelas e na retração correta do abdômen, você começa a sentir o resultado! Na aula os músculos que são sentidos são os envolta do tronco e nas costas.


Dançar envolve todo o corpo. O ballet é uma forma artística que a faz torna-se focada nos detalhes. Logo respirar profundamente é uma ótima maneira de desbloquear a tensão e liberar suas limitações. 


Loja física: Rua Paulo Eiró, 156 – Centro de Ofertas – Santo Amaro – São Paulo
Instagram: moda_ballet
Whatsapp: (11) 9.4555.8441          


Nenhum comentário:

Postar um comentário